Casa Básicos Mulher Mulheres no Islã: Oprimidas ou Livres?

Mulheres no Islã: Oprimidas ou Livres?

0
Mulher no Islã

Mulheres no Islã

Numa época em que o resto do mundo, da Grécia e de Roma à Índia e à China, consideravam as mulheres nada melhores do que crianças ou mesmo escravos, sem qualquer direito, o Islã reconhecia a igualdade das mulheres com os homens em muitos aspectos. O Alcorão afirma:

“E entre os Seus sinais está: que Ele criou companheiros para vós de vós mesmos, para que encontrardes repouso e paz de espírito neles, e Ele ordenou entre vós amor e misericórdia. Certamente, na verdade são sinais para pessoas que refletem.” [Sagrado Alcorão 30:21]

O Profeta Muhammad (que a paz e as bênçãos estejam com ele) disse:

“O mais perfeito na fé entre os crentes é aquele que é melhor nas maneiras e bondoso para sua esposa.” [Abu Dawud]

Os muçulmanos acreditam que Adão e Eva foram criados a partir da mesma alma. Ambos eram igualmente culpados de seu pecado e caíram da graça, e Deus perdoou a ambos. Muitas mulheres no Islã têm status elevado; Considere o fato de que a primeira pessoa a se converter ao Islã foi Khadijah, a esposa de Muhammad ﷺ, a quem ele tanto amou e respeitou. Sua esposa favorita após a morte de Khadijah, Ayshah, tornou-se renomado como um erudito e uma das fontes as mais grandes da literatura de Hadith. Muitas das companheiras femininas realizaram grandes feitos e alcançaram fama, e ao longo da história islâmica tem havido estudiosos e juristas famosos e influentes.

No que diz respeito à educação, tanto as mulheres quanto os homens têm os mesmos direitos e obrigações. Isto está claro no ditado do Profeta Muhammad ﷺ:

“Buscar conhecimento é obrigatório para cada crente.” [Ibn Majah]

Isso implica homens e mulheres.

Uma mulher deve ser tratada como Deus a dotou, com direitos, tais como ser tratada como um indivíduo, com o direito de possuir e dispor de seus próprios bens e rendimentos, celebrar contratos, mesmo após o casamento. Ela tem o direito de ser educada e de trabalhar fora de casa. Ela tem o direito de herdar de seu pai, mãe e marido. Um ponto muito interessante a observar é que no Islã, ao contrário de qualquer outra religião, uma mulher pode ser um imã, um líder de oração comunitária, para um grupo de mulheres.

Uma mulher muçulmana também tem obrigações. Todas as leis e regulamentos relativos à oração, jejum, caridade, peregrinação, fazer boas ações, etc., aplicam-se às mulheres, embora com pequenas diferenças tendo principalmente a ver com a fisiologia feminina.

Antes do casamento, uma mulher tem o direito de escolher seu marido. A lei islâmica é muito rígida em relação à necessidade de ter o consentimento da mulher para o casamento. O noivo dá um dote de casamento para a noiva para seu próprio uso pessoal. Ela mantém seu próprio nome de família, ao invés de tomar o do marido. Como esposa, uma mulher tem o direito de ser apoiada por seu marido, mesmo que ela já seja rica. Ela também tem o direito de pedir o divórcio e a custódia de crianças pequenas. Ela não devolve o dote, exceto em algumas situações incomuns.

Apesar do fato de que em muitos lugares e épocas as comunidades muçulmanas nem sempre aderiram a todos ou mesmo a muitos dos anteriores na prática, o ideal esteve lá há 1.400 anos, enquanto praticamente todas as outras grandes civilizações não começaram a abordar essas questões ou a mudar Suas atitudes negativas até os séculos 19 e 20, e ainda há muitas civilizações contemporâneas que ainda não o fizeram.

Carregar mais artigos relacionados
Comentários estão fechados.

Verificar também

Por que Allah (Deus) Enviou Profetas?

As Pessoas Precisam De Profetas? Por que Deus Enviou Profetas? Um livro significativo requ…